Slide Down Menu HTML by Css3Menu.com

 

HOMENAGENS

Vera Maria Viana Borges

 

VERA MARIA
Walter Siqueira


Vera Maria é a porta-voz do Sonho,
traçando uma jornada de beleza,
em que desvenda o coração risonho,
em que revela o amor à Natureza.

De longe, em seu espírito me enfronho,
e vejo nos seus olhos, com certeza,
os crepúsculos róseos ou tristonhos,
conforme o seu quinhão de sutileza.

Reservando-lhe Deus tantos poderes,
de mudanças levar aos pobres seres,
aclara-se o lírico destino.

Vera Maria trouxe das origens
as sensações da paz e das vertigens,
é Lua Cheia em flor, é Sol a pino!

 

 

VERA MARIA
......Elcy Amorim

Vejo cantante a inspiração sonora,
enamorada a todo sentimento,
razão maior para quem comemora
amor, beleza, paz, em movimento.

Em seu olhar, um brilho se demora
a transmitir todo um procedimento:
a translúcida imagem vem da aurora
manhã de sol que vibra o firmamento.

A sua voz encantadora e bela
é uma linguagem fascinante e doce
a nos lembrar um quadro de aquarela.

qual um cenário do Universo fosse
pintado por Da Vince, uma só tela
sua lembrança que outra vez me trouxe.


IX NOITE DE CULTURA E ARTE

 

 

 

CÂMARA MUNICIPAL DE BOM JESUS DO ITABAPOANA
Gabinete da Presidência
Of. Circular nº 0151/99
Em 12 de julho de 1999.

Prezada Senhora,
Por ocasião dos festejos de Rosal nos dias 23, 24 e 25 do corrente a Câmara Municipal estará realizando uma Sessão Solene dia 24, às 17:00 horas no Ginásio Poliesportivo "Ernesto Lumbreras", oportunidade em que gostaríamos de contar com sua presença, pois estaremos prestando-lhe justas homenagens pelos relevantes serviços realizados para esta comunidade.
Sendo o que nos apresenta para o momento, honra-nos na oportunidade apresentar-lhe protestos de estima e consideração.
Atenciosamente,
Paulo Sérgio Teixeita de Oliveira
Presidente da Câmara

(Tudo demasiadamente belo, maravilhoso e gratificante! Inebriante!... Organização irreparável da Emérita Câmara Municipal de Bom Jesus, pelas qualidades de inteligência, de espírito e de caráter. Os edis, representantes do povo deste nosso tão amado Município, souberam sempre nobilitar por suas atitudes, com serenidade e patriotismo, os anseios do povo. Democraticamente acham-se irmanados no propósito de servir às causas públicas.
Ao magno presidente Paulo Sérgio Teixeira de Oliveira e insignes vereadores, especialmente à Regina Célia Ribeiro Couto, autora da Resolução nº 10 de 28 de junho,que propunha meu nome para que se me conferisse DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO, meus sinceros agradecimentos. Certos estejam de que comungo da mais profunda emoção e indizível alegria. Rogo aos céus, para que eu não desmereça jamais as homenagens a mim conferidas. Cultivar as LETRAS é trabalho pela grandeza e glória de um povo. Que eu possa, através da Literatura elevar e levar cada vez mais o nome de nossa querida terra, às mais longínquas plagas.
Muito Obrigada!)

 

BRASÃO DO MUNICÍPIO - Câmara Municipal de Bom Jesus do Itabapoana:

"Homenagem à Poetisa Vera Maria Viana Borges pelos relevantes serviços prestados ao nosso Município."

agosto/2001

 

 

O “PAU-FERRO”
Vera Maria Viana Borges

Ao viajor abriga na canseira,
Escuta juras, queixas, alegrias,
Vetusta, lá na praça , hospitaleira,
Com vento, chuva, sol, muitas porfias.

A árvore amiga, antiga e companheira,
(Pau-Ferro forte, inspira poesias,)
Embeleza o cenário, sobranceira,
Presente do passado aos nossos dias.

A copa cheia enfeita a tua imagem,
Veste de verde e viço que reluz
Qual do teu corpo fosse ampla roupagem.

És um templo de amor e acreditamos:
És tradição na nossa Bom Jesus.
Adorado “Pau-Ferro” a ti amamos.

 

PLACA SOB O "PAU-FERRO" na Praça Governador Portela- Bom Jesus do Itabapoana-RJ

PROMOÇÃO - CODEMA, Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Educação -21 de setembro de 2001

 

Homenagem do Colégio Padre Melo no lançamento do livro "Trilhas Poéticas
Na Matriz do Senhor Bom Jesus - Bom Jesus do Itabapoana, quando o Coral do Colégio Nossa Senhora de Natividade entoou o Hino da Escola, de autoria de Vera Maria Viana Borges.

DE VERAS

..............................(Á poetisa Vera Maria Viana Borges)

........................................................Elcy Amorim

Começa a caminhar em largos passos
e já deslumbra em seu valor gigante,
trazendo na poesia os raros traços,
enobrecida, doce e mais cantante.

Eu quisera chegar sem embaraços,
a produzir visão tão semelhante,
mas vejo para trás que meus fracassos
fazem de mim um vate inoperante.

Ao ler os versos seus com tal clareza,
Vê-se tratar o amor, maior riqueza,
que só você compõe com maestria.

Hosanas, para quem alcança a glória
Moça a adentrar às portas dessa história,
A transbordar minha alma de alegria.

À Vera Maria Viana Borges,- homenagem em acróstico.
P. de Petrus

 

Vera Maria, - poetisa,
Em seu trabalho fecundo,
Risonha vive, e realiza
A maior “Arte” do mundo.

 

VARLÔ ÔLO DE OLIVEIRA-Rio de Janeiro-RJ

..................Ainda convalescendo das "safenas e mamária", reinicio meu afã de exaltar e aplaudir as luminares da Cultura, que brilham em nosso País.
.................Fundara a Ordem dos Argonautas, cujos membros escolhidos recebem o singelo, mas significativo "brevet" de argonauta, esse misto de príncipe e herói da tripulação de Jason, em busca do "Velo de Ouro".
Seu nome fez-se presente, como espalhador de cultura, prazerozamente por mim indicado.
.................Preciso de um seu breve currículo biobibliográfico para o Arquivo do nosso Vôo Cultural. A entrega prevista será em 03.03.98, dia do 3º aniversário do jornalzinho e 4º de sua Musa, Beatriz. ...

 

 

IX NOITE DE CULTURA E ARTE
Maria José Martins

As emoções começam a aflorar. Os artistas numa doação sublime trarão aos presentes suas artes, através dos dons que lhes foram outorgados por Deus.
E, a exemplo dos anos anteriores, esta IX NOITE DE CULTURA E ARTE também terá o seu Patrono.
Já homenageamos grandes talentos da nossa querida Bom Jesus, dedicando inteiramente as NOITES DE CULTURA E ARTE àqueles que se desdobram em favor das artes e da cultura. Como por exemplo, reverenciamos as memórias dos saudosos Salim Tannus e Maestro Tuca; homenageamos o poeta Ayrthon Seródio, o violonista Amílcar Abreu Gonçalves, a instrumentista Ana Maria Teixeira Baptista, o tecladista André Megre, a musicista Nina Mello, a compositora Marisa Teixeira Valinho.
E para patronear esta IX NOITE DE CULTURA E ARTE não foi difícil encontrar a pessoa indicada, mesmo porque esta terra é um autêntico celeiro de valores.
Seus feitos, sua vida, suas obras apontam para que esta fosse a indicada. Nossa homenageada é uma apaixonada pelas artes. Literatura, música e pintura não lhe saem da mente e nem do coração.
Desde a infância se envolve literalmente com as artes; também não poderia ser diferente, pois tinha a seu lado uma grande artista que a incentivava e a estimulava em tudo que fazia - sua querida mãe.
A sua infância se pautava nos versos da Primeira Comunhão, que encantavam o Padre Otto, no acordeon, no canto, na pintura, e era ainda muito pouco para quem sonhava muito mais.
Na Escola Luiz Tito de Almeida, recebeu os primórdios da Educação e da Cultura, de lá guarda lembranças ricas, lindas e carinhosas, principalmente, da Diretora Aydê e da Professora Nélia Gonçalves, que também foi sua Catequista. Nesta época já era evidente o seu valor artístico e sua verve poética.
A Primeira Comunhão jamais fora esquecida, pois sua mãe, orgulhosa da filha que possuía, organizou uma grande festa que culminava com uma procissão de sua residência à Igreja de Santana, onde uma imagem de Santa Teresinha era conduzida, e de suas mãos passada para o altar da Igreja.
De fé inabalável, de uma religiosidade de poucos, devota até hoje muito amor a Santa Teresinha.
Alegre, comunicativa e simpática, a nossa homenageada foi uma criança que cativava a todos. O Professor Sebastião, poderia dizer muito mais que eu.
Aos seis anos iniciava os seus estudos de música. Os shows começavam a acontecer; a Igreja de Santana era o seu palco, assim como era o Cine Rosal, o Monte Líbano, o Cine de Guaçuí, a própria Escola, e suas apresentações não terminavam aí, sua presença era marcante nas festas sociais, juninas e nas Festas de Agosto.
Sua vida estudantil foi marcada pela alegria, posto a sua maneira de ser, de amar as artes, de cantar as belezas da vida como ela realmente é.
Mais tarde (aos dez anos), deixava Rosal e sua Escola querida, vindo para Bom Jesus cursar o Ginasial, e o Colégio que a abraçou foi o Zélia Gisner, de onde também suas recordações são as mais puras. Poderíamos ressaltar aqui sua profunda admiração pelos professores: Maria Aparecida Dutra Viestel, Judith D'Aparecida Arantes, Héliton Dias Pimentel, Maria Isabel Fragoso de Oliveira e Maria da Conceição Fragoso de Oliveira.
A Música para ela é mais que algo de intenso valor; compositora das mais apuradas, prova disso podemos enumerar: o Hino do Instituto de Educação Éber Teixeira de Figueiredo, Rosas de Rosal, O Paraíso Guarapari, Você, Nosso Amor, O Outono de Nossa Vida, Valsa dos Idosos, Solidão, Quanta Saudade!, o Hino do Colégio Nossa Senhora de Natividade-Rede MVI, e outras...
Ao lado de sua genitora, acumulou maravilhosos ensinamentos e incentivos que lhe valeram todos os títulos que hoje lhe são outorgados.
A nossa homenageada, pertence a várias entidades culturais brasileiras e internacionais. É participante de várias Antologias. É autora de - Malu, Circunstâncias, Trilhas Poéticas, De-Veras... Di-Versos..., Trajetórias, Enquanto Houver Tempo, Deixe Cristo Renascer! e outras obras. Fundadora, editora e redatora de ASTROS & ESTROS - Boletim que muito me honra receber.
Qualidades por certo não lhe faltarão para hoje subir neste palco.
Filha dos saudosos Admard e Iracy, nasceu a nossa homenageada em Rosal, Distrito de Bom Jesus do Itabapoana, num 29 de junho. Encheu de alegria aquele lar que mais tarde se completava com o nascimento de sua querida e única irmã, Sílvia Márcia, por quem nutre um amor inabalável.
Do amor que a uniu em matrimônio com José Roberto Alves Borges, inspiração maior de suas composições, poemas e sonetos, nasceu Sávio, seu primogênito e único herdeiro.
Em simples palavras sintetizamos a vida de um Patrimônio Cultural das Terras do Senhor Bom Jesus.
Para o aplauso de todos, patroneia esta IX NOITE DE CULTURA E ARTE a querida VERA MARIA VIANA BORGES.
Vera, esteja certa, esta IX NOITE DE CULTURA E ARTE é inteiramente dedicada a VOCÊ.

 

 

-IX NOITE DE CULTURA E ARTE -(A VOZ DO VALE) -

"Feliz a cidade que faz da cultura o seu instrumento de integração. Mais uma Noite de encantamento, de entretenimento e de emoção, certamente uma noite memorável.."
Com estas palavras extremamente objetivas e pertinentes, a Prof.ª Maria José Martins, abriu a IX Noite de Cultura e Arte, de Bom Jesus do Itabapoana. O amplo salão do Aero Clube de Bom Jesus, já estava completamente lotado. Superlotado seria mais próprio, já que o grande número de cadeiras sequer atendeu a metade dos presentes. Impossível nomear as personalidades de destaque da cultura de Bom Jesus e municípios cincunvizinhos. O que se constata é que a cada ano, maior é a freqüência dos fiéis cultores da cultura a atestar o nível que cresce a cada realização deste que é, sem sombra de dúvida o maior evento artístico e cultural de todo o Vale do Itabapoana. Prova evidente de que cultura é um dom inerente à condição do homem, independente de nível social ou econômico.
A PROGRAMAÇÃO
A IX Noite de Cultura e Arte teve início com bela apresentação do Coral "Amantes da Arte" que interpretou com maestria diversos números de música popular.
Em seguida, a Prof.ª Maria José Martins apresentou o perfil biográfico da grande homenageada da Noite, a poetisa, literata, compositora, artista plástica e excepcional figura humana: Vera Maria Viana Borges, que foi conduzida ao palco pelo Prefeito Carlos Garcia e Primeira Dama Maria José Garcia. Bonjesuense, nascida em Rosal, Vera Viana é um patrimônio cultural e motivo de orgulho para Bom Jesus. Sensível, como o são os verdadeiros artistas, Vera Viana não conseguiu conter a emoção ao agradecer sua escolha para patronear a IX Noite de Cultura e Arte. Já estava às lágrimas quando o Prefeito lhe fez a entrega da Placa de Prata alusiva. Várias outras homenagens foram prestadas a Vera Viana por entidades culturais e de ensino.
A programação da festa teve seqüência com a apresentação de grupos diversos. Alunas da Escola Municipal Ottilia Vieira Campos, magistralmente dirigidas pela Prof.ª Maria Bernadeth Vicente, apresentaram um número de Dança Clássica. Depois da apresentação da Escola Municipal Anacleto José Borges, foi a vez do CIEP "Dona Carmita" que apresentou um sensacional número que teve como tema: "Brasil: 500 Anos", produzido pelo Prof. Pedro Salim Júnior, que foi muito aplaudido pelo público. O Colégio Benedita Bulhões apresentou o seu número de arte com CBB Dance. A música tema do Titanic foi apresentada pelo grupo de alunos do Colégio Estadual Gov. Roberto Silveira.
Fazendo uma pequena pausa nas apresentações, a Prof.ª Maria José Martins chamou ao palco, para os aplausos merecidos, os artistas que embelezaram a Noite de Cultura e Arte com a exposição de seus trabalhos no saguão do Aero Clube: artistas plásticos Marly Gomes Borges, Sônia Mazzini Arruda e Telma Oliveira Freire; o casal de artesãos Dr. José Alfredo Borges do Carmo e Dr.ª Cláudia Bastos do Carmo e o decorador de todo o ambiente da festa, Miguel Angelo Neves.
Fechou a noite a apresentação do jovem cantor sertanejo Lúcio Ramirez.
(TRANSCRITO DO JORNAL- A VOZ DO VALE -Direção Geral de TARCISO MARQUES DE SOUZA, nascido em Fortaleza, vindo para o Rio de Janeiro, onde por quarenta anos dirigiu o "SEMANÁRIO DE COPACABANA" ; há quatro anos residindo em Bom Jesus, o JORNALISTA registra todos os acontecimentos de nossa cidade através da imprensa, sua paixão maior, e, por direito e conquista é mais um bonjesuense que o nosso povo respeita e admira.)

 

 

JOAQUIM FRANCISCO DE CASTRO-Fânzeres-Gondomar-Portugal

Astros & Estros, de que é muito fecundante Editora, Criadora e Directora, é uma estrela muito luminosa entre as muitas revistas alternativas brasileiras, gloriosamente apostada na difusão da cultura. Sempre que me chega, me delicio na leitura dos sublimados trabalhos literários que me levam ao belo do mundo criativo.
Senti-me muito feliz ao saber do arrumo das dificuldades que a levaram à suspensão temporária das actividades normativas em ASTROS & ESTROS.
Aproveito para lhe enviar os meus melhores votos por um Natal feliz e um próspero ano novo, extensivos a quantos lhe são queridos.
Com as minhas saudações junto-lhe o poema:

ASTROS & ESTROS É LUZ

Astros & Estros é: Luz rutilante,
Ponto de encontro dos mais inspirados.
Seus encantos deslumbram mundo adiante,
Todos que atentos olham seus rendados.

De lindas e rendadas poesias
Vera Maria, veste Astros & Estros
E banha-o em brilhantes melodias,
Do Brasil mostrando os grandes textos.

E assim, Vera Maria Viana Borges
Os encantos do Brasil faz brilhar
Bem mais que os jardins lindos de limoges
Onde os poetas vão p'ra se inspirarem.

Um Novo e muito feliz Natal
À escritora brilhante e poetisa,
Envio do meu querido Portugal
No verso, que a Vera sintetiza.

SONETO DO AMOR ETERNO
Vera Maria Viana Borges

Se me espelho no brilho dos teus olhos
E se me enxergo em meio a tanta luz,
Sei ser a lua, estrela e iriais molhos
De flores; e és meu mar, sol que reluz...

Se sussurras a mim sem os refolhos,
Alegra-me, fluente a voz seduz,
Aos meus ouvidos não serão abrolhos,
Entro... na paz que teu olhar produz.

E na declaração edificante
Sorvo o elixir dos deuses e, segura,
Serei esposa, mãe, amada, amante,

Eternizando o amor que eu sempre quis...
Sinto-me a mais ditosa criatura,
Far-te-ei entre os mortais o mais feliz.

 

ALQUIMIA POÉTICA
(Lendo o “Soneto do Amor Eterno de
Vera Maria Viana Borges)
Carlos Ribeiro Rocha

“Sinto-me a mais ditosa criatura”
quando traduzo em versos tantas flores,
quando o sabor terrível da amargura
consigo transformar noutros sabores.

Somente a poesia corta as dores
e faz do sofrimento essa doçura,
alquimia dos poetas-trovadores
que pode eternizar a criatura.

Para se ter total transformação
da dor em versos, males em canção,
o amor é ingrediente da receita.

Para que versos belos também forges,
imita a sonetista VERA BORGES
nessa arte bonita e tão perfeita!

 

 

RECORDANDO NA ESCURIDÃO
Ayrthon Seródio
(À poetisa Vera Maria Viana Borges)

Hoje não houve luz nem força na cidade,
Que às escuras ficou, na falta de energia;
E o povo conformado, após a tempestade,
De casa não saiu, deixando a rua vazia.

Então eu me lembrei da roça, com saudade,
Da minha jovem mãe que de noite cosia,
Da luz da lamparina, à tênue claridade,
Na cena familiar que tanto enternecia.

Menino, ouvindo história à beira do fogão,
Tomava o meu café, sem medo à escuridão,
Só vivendo o presente e esquecendo o futuro.

Mas hoje é diferente, e numa luta inglória,
Não há mais o fogão e ninguém conta história,
Só resta a frustração de um viver inseguro.


 

ANJO DE TERNURA
Vera Maria Viana Borges

(Em agradecimento ao poeta Ayrthon Seródio,

em memória de sua progenitora -D.Nenzinha)

Existe uma Mulher, um Anjo de Ternura,
Que DEUS do Céu cobriu com especial fragrância...
Encheu-a de carinho e infinita doçura
E pôs no seu olhar perpétua rutilância.

Abençoou seu Ventre, a proteção segura,
O primeiro endereço, aconchegante estância...
O terno coração, só o Bem e o Bom augura,
É paz, sabedoria, amor e tolerância.

Voz firme e aveludada a da MAMÃE querida
Que entoa em cada berço uma canção de amor
E conta bela história após a dura lida.

Não há maior laurel a qualquer criatura,
Nem prêmio mais bonito e de imenso valor
que comparar alguém, a este ANJO DE TERNURA!

 

   
 

 

Slide Down Menu HTML by Css3Menu.com